Sexta, 20 Março 2020 16:22

Cientistas brasileiros sequenciam coronavírus da COVID-2019 em tempo recorde

Após o surgimento de um novo tipo de coronavírus na China, em poucos meses iniciou-se uma epidemia que já está tomando proporções internacionais. A COVID-2019, nova doença cujos sintomas se parecem com os de uma gripe, vem preocupando não só as pessoas na China, como no mundo todo. Afinal, o vírus tem se espalhado rapidamente para fora das fronteiras do país asiático e foi confirmado também aqui no Brasil.

Em plena quarta-feira de cinzas (26), o primeiro caso de COVID-2019 no Brasil foi comunicado pelo Ministério da Saúde. Um homem de 61 anos, que tinha viajado para a Lombárdia, na Itália, nas últimas semanas, apresentou os sintomas da doença e foi internado em São Paulo -SP, onde foram feitos os exames e dado o diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus (chamado cientificamente de SARS-CoV-2).A partir de então, pesquisadores brasileiros entraram em uma missão: sequenciar o genoma do vírus coletado de amostras do paciente na capital paulista. E conseguiram.

O mérito é da equipe do Instituito Adolfo Lutz (IAL) e do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (IMT-USP), que, mais do que depressa, conseguiu fazer o sequenciamento "em tempo real", isto é, enquanto a epidemia acontece. Os brasileiros contaram com o apoio remoto de pesquisadores das universidades de Birmingham, Edinburgh e Oxford, no Reino Unido.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.